Thursday, November 16, 2006

Escadas de mim para mim

Desço-as devagar, em silêncio, com medo de te acordar. Mas percebo ao último degrau que já estás de pé e sorris para mim com o teu ar traquina de quem prega um susto, para depois me vires abraçar em risos.
Encontrei-te num entardecer, sozinha, sentada num balouço de corda com o olhar cinzento de quem foi esquecida.
Abracei-te então. Pedi-te desculpa, por todos os momentos que não existiram.
Só muito depois vi o teu olhar radiante de quem já brincava como qualquer criança.
Sorri! Sabias que estava lá e nesse momento soube que estava a conseguir tocar-te com o primeiro dedo da alma.
Sim, porque a alma tem muitos dedos, e isso ensinaste-me tu!
Tantos quanto sentimentos, ou quanto a variedade de bolos saborosos que existem na pastelaria do café do Sr. Alfredo. E olha que existem muitos!
Já me tocaste com mais de mil! E eu acaricio todos eles, beijando-os um a um de mansinho. São o meu tesouro!
Olho-te! Vejo-te agora pequenina agarrada ás minhas pernas, com o sol nos lábios e no olhar, enquanto me dizes:
- Hoje estou a portar-me bem. Fiquei muito muito tempo no canto da sala a “pensar” mas agora porto-me bem.
-Comecei hoje! –Acrescentas com orgulho.
E com essas palavras quebras-te qualquer gelo, qualquer indisposição. Meu pequeno anjinho, de 80 sorrisos e 160 braços de 160 abraços cada um.

7 comments:

Menina do Rio said...

"Sorri! Sabias que estava lá e nesse momento soube que estava a conseguir tocar-te com o primeiro dedo da alma".
Lindo! Simplesmente lindo!

Que od dedos dessa tua alma toquel mil liras ao teu redor!

Adorei estar por aqui!

Beijos

Guilherme F said...

Gostei muito desta Escada de mim para mim. Muito intimista.
Gui

Living_it_in_Silence said...

É incrivel a maneira como conseguis te descrever tanta felicidade...adorei, muito bonito mesmo!E obrigado pelo comentario no meu " Desabafo"...concordo inteiramente ctg:)...aparece qd kiseres!beijinhos e bom fim de semana!

Anonymous said...

Não há nada como as crianças para nos lembrarem o amor verdadeiro e sem amarras que existe (ainda).
Gostei muito Att ao Tocas-te e tocaste ok?...não interessa...Beijocas linda!

Juda said...

Muito bom... um abraço...

Sandra said...

Tânia: Tens toda a razão!! (tocas-te / tocaste) Já tinha lido tantas vezes e não tinha visto! Já foi corrigido! Obrigado! Beijinhos

Betty Branco Martins said...

OLá Sandra

Uma ternura - um amor este texto - é um abraço do tamanho do mundo:))

Parabéns está excelente.

Beijinhos com carinho
BomFsemana