Wednesday, August 15, 2007

Vai até onde consegues tocar o Divino.


Vai até onde sentes o Divino…

Abre os braços!
Sente o vento, o ar que passa por entre a pele, por entre os dedos, por entre todas as células do teu corpo.

Respira!
Olha tudo á tua volta e eterniza o momento.

Ajoelha-te na terra!
Coloca as tuas mãos no solo, e toca-a com alma.

Deita-te e abraça-a!
Deixa que a Mãe te liberte o espírito e te purifique.
...
No fim, vai estar tudo melhor.

4 comments:

Tânia Pereira said...

Se estiveres em casa e sem natureza, fecha os olhos e de peito aberto, de barriga para cima: respira apenas respira! SEnte, chora ou adormece, deixa-te levar mas sente! No fim tudo vai estar melhor!Ah! AS facas ficam na cozinha! ehehehehe cenas inhas Sandra não ligues, bjoca

Sandra said...

Tânia: Hahahaha :)... sim, também se pode fazer em casa , mas no meio da natureza e com ar puro não tem comparação, não achas ;)
Mas... em casa não deixa de ter as suas vantagens, hehehe

As facas... hummm não tenho muito esses fetiches :)

gato xara said...

Abrir os braços para ser abraçado. Abrir os braços para abraçar...

É muito bonito este teu texto, e a fotografia faz-me lembrar o quanto é bom abraçar uma árvore*

Sandra said...

gato xara: É optimo!E é verdade que purifica a alma e acalma espíritos mais inquietos... como eu. Beijo *