Tuesday, January 31, 2012

Finalmente a Paz!


Serenamente olho à volta e respiro...
A vida sorri-me tanto!
Passado tanto tempo respiro como se fosse a primeira vez.
Silêncio! É tão bom ouvir o silêncio dentro de mim. Não ter aquela voz gritante e perturbadora constantemente a perseguir-me.
Agora sou novamente eu. Aos pouco e cada vez mais EU.
E sinto-me tão feliz! Sinto que finalmente começo uma nova fase da minha vida.
Deixei de escrever aqui... é verdade. As palavras deixaram de aparecer, os que anteriormente me liam passaram a não vir aqui. Mas não faz mal.
Tal como a minha vida passou por uma limpeza, também neste espaço isso aconteceu.
Deixou de me fazer sentido vir e escrever sempre as mesmas coisas. Reflexos de uma mente perturbada de quem tem medo de viver e se sente infeliz. Uma infelicidade inquietante que grita sempre as mesmas palavras.
Esse estado de negativismo estava tão enraizado em mim e ao mesmo tempo tinha tão pouco a ver comigo! Mas sempre fui assim, uma enorme antítese. Dois extremos, dois pólos de uma só energia.
Mas agora sinto-me finalmente em Paz, em silêncio, em estado de graça interno.
E aos poucos a vontade de escrever renasce. E desta vez não com vontade de cantar a tristeza e a desilusão de um coração ferido, mas como uma nascente de água límpida e cristalina, aquecida pela luz do sol.
Sinto vontade de dar outras coisas de mim. Aquilo que sempre dei aos outros, e agora finalmente consigo dar a mim também: Um sorriso sincero, uma palavra de tranquilidade, um punhado de luz, um ombro amigo e compreensivo, e acima de tudo, amor!
Amo-me como acho que nunca o fiz! E nesse amor redescobri-me e encontrei a aceitação, o perdão, a auto-compreensão.
E nesse amor redescobri o Silêncio!

2 comments:

Andressa Lima said...

Queria tanto eu ter essa paz e me encontrar num silêncio e numa calma de um dia não agitado... Vc sumiu um tempo, mas encaro isso como um não se forçar e escrever coisas que não te expressem de verdade só pela obrigação de estar aqui. Escrever tem que ser mais que isso, bem mais...
Entendo esses momentos em que parece que tudo o que temos pra dizer já foi dito... o bom é que sempre retornamos e superamos isso no tempo certo.
.
Bem-vinda de volta em novo estilo, rs.

Sandra said...

Grata pelas palavras Andressa! Pelos votos e por passares aqui para ler as minhas palavras ao vento :)
Desejo que encontres essa paz, que não é mais do que encontrares o teu centro e deixares-te permanecer nele independentemente de onde estás e com quem.
Até breve.