Sunday, January 23, 2011

Silêncios



Silêncio... quando tudo pára, apenas o silêncio.
A cabeça não deixa de revolver sempre os mesmo assuntos. Então grita e faz-se ouvir.
É difícil viver, fazer escolhas, estar sempre em constante luta interior, ter de ser capaz de dizer não...mas, também ninguém disse que seria fácil.
E em simultâneo olho para ti, para nós. E é uma gratidão tão grande que sinto ao ver-te, ao ter-te, que só me apetece sorrir e não compreender o que dentro de mim está sempre a "dar para trás".
Somos tão humanamente complexos!

"Pior do que uma voz que cala só um silêncio que fala!"

1 comment:

AnTeNaDa said...

Quase deascoberta.
.
.
.
Melhor assim... palavras verdadeiras.