Saturday, May 03, 2008

Ciclos da vida



-Vou-me embora!
Olhou-me em silêncio…
- Pois, és adulta… faz o que quiseres.
Começou atarefadamente em arrumações.
- Vou arrumar este armário, e quando saíres passo o puff para aquele quarto, e tudo o que está naquela gaveta vai fora… Sim, o espaço é meu tenho que pôr isto á minha maneira! – Disse, talvez a tentar castigar-me, ou a achar que se me doesse poderia mudar de ideias.
Desculpa se não soube fazer diferente.
Desculpa se fui longe do que esperavas.
Desculpa se cresci...
Não disse nada… nada senti! Apenas um vazio e um frio ligeiro bem fundo … de quem vai começar algo novo que é um total desconhecido.
Adeus!...
Um dia teria de dizer adeus!

4 comments:

Joanne said...

Bem verdade...apesar de querer muito fazer o mesmo, esse frio impede-me muitas vezes de tomar uma decisão radical e crescer à força...MAs tudo passa, depois da revolta, da mágoa, da mudança cetamente virá o entendimento e a compreensão... *

Vertigo said...

ciclos da vida,e tu vais conseguir ultrapassar mais este (e olha que é um dos melhores,tu vais descobrir) ;)

Alias said...

Crescer tem destas coisas, é para o bem ou para o mal, crescemos até morrer. Só há que saber crescer, e melhor ainda se tivermos quem saiba crescer connosco, e dentro de nós.
Beijos

Sandra said...

Joanne: A mudança é de facto algo de constante na vida e que devemos aceitar e por vezes arriscar. Já fiz várias, e este friozinho nunca deixa de estar presente... apesar de tudo, o desconecido sempre assusta.
Obrigado pela tua passagem.
Um beijinho

Vertigo: ciclos, já passei por vários. Mudanças, já fiz algumas. Não há nada para ultrapassar, porque não é um obstáculo, é uma passagem. Apesar disso custa sempre um pouco dizer adeus ao que já estamos habituados. mas não há tristeza... somente sorrisos e gratidão pelo que foi partilhado, e alguma nostalgia que passa logo, logo! ;)
Beijos.

Alias: Felizmente que crescemos até morrer e que morremos contantemente para que o novo possa nascer.
Felizmente a vida é feita de ciclos, transforma-se e cresce conosco em maturidade e consciência.
Felizmente que com ou sem alguém a meu lado, cresço todos os dias por dentro...
Um abraço.