Wednesday, April 23, 2008

Entre silêncios...

Ofereço-te de mão aberta, o que não deixou de ser teu. Toma! É só vires buscar!
Mas não vens.
E entre a espera e a vida, a ferida continua lá, exposta a cores garridas com que a habituaste a pintar.
Soube que eras tu desde a primeira nota. E entre gritos internos e sorrisos arrancados, acabei por me/nos encher de luz…
Não me aproximei. Apenas te mostrei a maçã de longe.
Continuaste sentado e eu sentada fiquei e dali não mexi mais do que os olhos na tua direcção e os lábios que mordi discretamente…
Dizem que dor passa com dor.

Já não questiono porque dói.
Agora simplesmente deixo-te ficar.

4 comments:

Guilherme F. said...

Quase mordi.....mas depois achei que o convite não era para mim e...parti.
bj
Gui
coisasdagaveta.blogs.sapo.pt

Joanne said...

Aceitar e viver...Custa menos*

Betty Branco Martins said...

querida_________Sandra



____"Dizem que dor passa com dor."______nem




sempre_____...







adorei______este



_____"Entre silêncios"____








beijO________C_____carinhO

Neptuna said...

bonito... um beijinho!