Tuesday, November 06, 2007

Para ti



A ti,
que partilhaste tudo... até ao impartilhável
e permaneceste lá
permitindo que o amor se mantivesse.


"Todos os outros vieram
Tentaram fazer-me rir
Brincaram comigo
Algumas vezes para rir e outras a sério
E depois partiram
Abandonando-me nas ruínas das brincadeiras
E eu não sabia quais eram a sério.
Quais eram para rir e
Vi-me sozinha com os ecos de risos
Que não eram meus.


E depois tu chegaste
Com os teus modos estranhos
Nem sempre humanos
E fizeste-me chorar
E não pareceste importar-te que chorasse.
Disseste que as brincadeiras tinham acabado
E esperaste
Até que as minhas lágrimas se transformassem
Em alegria"


Sheila R. (8 anos)

9 comments:

Lita said...

Que bonito!

Que mágico.

Guilherme F. said...

Sensibilidade. Magia. Fragilidade dos sentimentos. Gostei.
Gostei das palavras.
bj
Gui
coisasdagaveta.blogs.sapo.pt

Peach said...

Há sempre UMA pessoa, que vale pelo mundo!

beijo

Alias said...

Quando alguém escreve é sempre para "ti", sendo que "tu" és sempre alguém diferente.

Gostei...Bjs

Tânia Pereira said...

Se foi escrito por uma criança dessa idade, imagina as vidas que ela em si transporta para alcançar esta clareza e sensibilidade...muito bonito e muito pessoal...como uma palavra ao vento!
bjoca

Sandra said...

lita:
Pois é  !

guilherme:
Ainda bem que gostaste. Sim, consegue-se perceber tudo isso e muito mais!

peach:
Felizmente existem várias pessoas que valem pelo mundo, não uma só. beijo

alias:
Bem...essa dá para divagar, lol ainda tive de ler duas vezes.
Sim existem muitos "tu", mas este foi dedicado a um "tu" específico... normal! Quando fazemos uma dedicatória normalmente é para alguém. E esse "alguém" sabe quem é. Isso chega :)

tânia:
Exactamente! É incrível os mundos que estão por detrás dele. Exactamente por isso o torna tão sentido, e tão especial.
Beijo

Betty Branco Martins said...

Querida Sandra

___________faço das minhas palavras as da "Peach)




"Há sempre UMA pessoa, que vale pelo mundo"!

Beijinhos com carinho
BSemana

Joanne said...

Fantastico...o poder colossal das pequenas coisas perante nós.

Pepe Luigi said...

A força da magia e sensibilidade na mente e mão dessa criança.
Muito bonito!

Beijinhos